terça-feira, 28 de novembro de 2017

MIX CURIOSIDADES

NOME DE BAIRROS DO RIO DE JANEIRO

3182015143711
Botafogo -

Acabou sendo batizado em 1590, quando Antônio Francisco Velho vendeu suas terras para um amigo, João Pereira de Souza Botafogo. O sobrenome era dado em Portugal aos especialistas em armas de fogo manuais.

Esse bairro de classe média alta, está localizado na zona sul do Rio de Janeiro, e é conhecido por abrigar um dos principais cartões-postais do país: a Enseada de Botafogo, com os morros do Pão de Açúcar e da Urca .

No distrito localiza-se a sede do Botafogo de Futebol e Regatas.  Abriga também a escola de samba São Clemente. É conhecido no Rio de Janeiro como o bairro das escolas e o bairro das clínicas.  (fonte:  Márcio de Castro - marciodecastro.com.br )

-
BÁLSAMO

balsamo-beneficios-e-propriedaes

DE UMA COLUNA DO ÉLIO GASPARI:
Para quem está desconfortável com a ferocidade das antipatias políticas por Temers e Trumps, chegou às livrarias um conforto para a alma. É "O Amigo Alemão" e conta uma história de galanteria no maior e mais legítimo cenário para os ódios: a Segunda Guerra Mundial.

Em 1943, o piloto americano Charlie Brown bombardeou a região alemã de Bremen e foi atingido e perseguido por Franz Stigler, que pilotava um caça. O B-17 de Brown ficou em petição de miséria e, para sua surpresa, em vez de derrubá-lo, o caça alemão escoltou-o durante dez minutos até as proximidades da costa inglesa, balançou as asas e foi-se embora.

O americano não contou o que aconteceu, pois não havia alemão bom, e o alemão ficou em copas porque não se poupa bombardeiro inimigo.

Anos depois, descobriram-se, encontraram-se e ficaram amigos. Ambos morreram em 2008. ( fonte: Ademir Antonio Bacca -
https://www.facebook.com/adebach?hc_ref=NEWSFEED&fref=nf  )

sábado, 19 de agosto de 2017

MIX CURIOSIDADES

FRASE 

"Os olhos dos outros são prisões; seus pensamentos nossas celas."

 Virginia Wolf.

Virginia Woolf nasceu no dia 25 de janeiro de 1882, em Londres. Desde cedo ela teve contato com o mundo literário, já que era filha do editor Leslie Stephen.
Seu primeiro livro foi "A Viagem" de 1915. O romance "Mrs.Dalloway" ficou conhecido pelo filme "As Horas". Sua obra mais conhecida é "Orlando", publicada em 1928. Trata-se de uma fantasia histórica da era elisabetana em que o foco principal é a androginia, pois Orlando nasce homem e ao longo de acontecimentos, muitas vezes históricos, ele vai se transformando em mulher, como uma metamorfose.
Virginia se casou em 1912 com Leonardo Woolf com quem funda, em 1917, a editora Hogarth Press. Sua obra é classificada como modernista, já que participava do grupo de intelectuais Bloomsbury, que era contrário às tradições literárias, políticas e sociais da Era Vitoriana. Sua última obra foi "Entre os Atos", pulbicada em 1941 após sua morte.

-

NAVE ESPACIAL


A primeira nave tripulada que viajou para o espaço foi a russa Vostok, levando o astrounauta Yuri Gagarin em abril de 1961.
Para suportar a difícil viagem, toda espaçonave precisa ter caracteristicas especiais: "Proteçao contra as radiaçoes do espaço, são pressurizadas, o que mantém a pressao e o ar para os astronautas respirarem, e sao aquecidas, pois o espaço é muito frio", explica o professor Annibal Hetem Junior, da Universidade Federal do ABC.
Alem daquelas que transportam astronauts, existem naves robos que não precisam ter instalaçoes para levar pessoas e são mais simples e baratas . ("Quero Saber", jornal O Estado de São Paulo,outubro de 2013)

-

SINAL DE TRANSITO

O primeiro semaforo de que se tem noticia data de 1868. Foi instalado em Londres com luzes e gás para ser visto a noite. Ele tinha dois braços,movimentados por policiais: quando estavam na horizontal, indicavam que os veiculos parassem; em 45 graus, eles deveriam seguir.
Durou menos de um mes porque explodiu, ferindo o policial que o manejava. Pouco depois, em Berlim, na Alemanha, foram construidos torres no meio de cruzamentos com cabines onde policiais ficavam sentados trocando as luzes o dia todo.
Esse tipo de torre, que sofreu variações ao longo de decadas, foi bastante usada em Nova York a partir de 1916. Desde 1912, sucessivas invençoes ganharam notoriedade no Estados Unidos, onde foram criados os principios usados até hoje. O sinal de tres cores e próprio para o cruzamento de viais foi inventados e instalado pelo policial William Potts, em 1920, em Detroit  ( Revista Aventuras na Historia, nº 46, junho 2007 -O Garimpo, Junho 2008, nº 35 )


domingo, 23 de julho de 2017

UMA HISTORIA FILOSÓFICA

Você decide...
Lair Ribeiro

ilustração-o-menino-anda-acima-das-escadas-esforço-para-o-sucesso-69217794

Numa vila na Grécia, vivia um sábio famoso por saber sempre a resposta para todas as perguntas que lhe fossem feitas.

Um dia, um jovem adolescente, com um amigo, disse: "eu acho que sei como enganar o sábio. Vou pegar um passarinho e o levarei, dentro de minha mão, até o sábio. Então, perguntarei a ele se o passarinho está vivo ou morto. Se ele disser que está vivo, espremo o passarinho, mato-o e deixo-o cair no chão; mas se ele disser que está morto, abro a mão e o deixo voar."

Assim, o jovem chegou perto do sábio e fez a pergunta:
  - Sábio, o passarinho que está em minha mão está vivo ou morto?
O sábio olhou para o rapaz e disse:
- Meu jovem, a resposta está em suas mãos!

 Assim, é a vida. Independente de qualquer coisa, o SUCESSO esteve e estará sempre em suas mãos.

sábado, 8 de julho de 2017

MIX CURIOSIDADES

CANTAR DO GALO

depositphotos_99003878-stock-illustration-illustration-of-cock-and-hen

Por que o galo canta ao amanhecer?

  Quando nasce o dia, ele canta bem alto para avisar ao  galinheiro que continua vivo e no comando. O canto tem a função de  assustar eventuais desafiantes e foi a forma que ele encontrou para  controlar seu território.

O galinheiro tem somente um galo porque se
  tivesse dois, apenas um sobreviveria à luta pela liderança. ( Guia dos Curiosos/Perguntas/Reino Animal)

-

DILEMA DE ANTÍGONA

antigona

No filme As Pontes de Madison (1995, Clint Eastwood), Meryl Streep interpreta uma pacata dona de casa que se enamora de um fotógrafo que passa pela cidade. A paixão desestabiliza sua vida. A protagonista pensa em largar filhos, posição e marido e se lançar à aventura extrema de uma paixão fora do remanso fluido dos rios pequeno-burgueses.

Há um momento-chave: o carro para e ela está nele com o marido. Ela quer seguir o coração, largar aqueles seres e correr para seu amor. A personagem, então, coloca a mão na maçaneta do veículo. Chove e o carro com o fotógrafo está à frente. O tempo é curto, a angústia dilacerante. Se ela abrir, largará a honradez da dona de casa interiorana. Fugirá de tudo que a definiu e entrará numa zona nova, desafiadora e distante da única zona de conforto que conheceu.

O olhar dela expressa tudo, a cena se desenrola por imagens e uma direção de câmera nervosa. Bem, nossa heroína afasta a mão da porta libertadora e aceita permanecer onde está e onde ficará até a morte. Venceu a covardia ou a coragem? Dilema de Antígona: sigo o coração ou a lei?

A cena do cinema dialoga com o mundo shakespeariano. A diferença é que o drama da personagem não é uma cena filmada, mas um diálogo representado, uma reflexão que se desenrola. Tudo o que o olhar da esposa-mãe-amante do filme nos diz, indiretamente, o bardo (Shakespeare) desenvolve com os diálogos mais dilacerantes da literatura teatral. ("Ler ou não ler, eis a questão", Leandro Karnal, jornal O Estado de São Paulo,23 Abril 2017 )

-

SÓFOCLES : O MITO "ANTÍGONA"

17274968_1516318088379031_2077719885_n

O significado de Antígona para o estudante de direito e das ciências sociais, mas também para o cidadão em geral, se revela na tensão política entre poder constituído e o ideal ético. A história de Antígona,   centrada na tragédia grega de Sófocles é explicitada após o fato de perder ambos os irmãos em uma guerra na qual eram inimigos e ver-se impedida de sepultar o perdedor.

Creonte, irmão de Jocasta - mãe e avó de Antígona, - assume o poder de Tebas e impediu através de um decreto o funeral de Policine. Antígona, contrariada sepulta o irmão.

Entra neste momento o dilema do poder e da lei versus o ideal de justiça. Antígona, ao desobedecer o decreto parcial de Creonte, assume este estigma do indivíduo que usa do ideal ético-cívico grego; age de acordo com o amplamente aceito, o cultural que forma essencialmente sua sociedade - a justiça que sobrepaira qualquer parcialidade humana, que é ditada pelos deuses, seres superiores; justiça esta que civicamente deve ser defendida, explicitada. (Edilene Freire Queiroz, "Do pathos do teatro grego à paixão da contemporaneidade," Revista SymposiuM - Unicap.)