quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Como O Esporte Deforma O Caráter

Alexandre Carvalho dos Santos

corridamaluca

"O importante não é  vencer, mas participar. " O lema apareceu pela primeira vez durante os Jogos Olímpicos de 1908. em Londres.
Desde então, encaramos o esporte como uma prática sem perdedores. Aos vencedores, os louros da vitória. Aos derrotados. o aprendizado - lições como disciplina. determinação, espírito de equipe. Daí a missão das Olimpíadas:
"Um mundo mais pacífico e melhor por meio do esporte"
(com a qual o Rio foi encarregado de colaborar em 2016).
A tese soa inspiradora, mas nem pra todo mundo.
Caso de ídolos, como o canadense Ben Johnson. que se entupiu de anabolizantes para bater o recorde dos 100 metros rasos na Olimpíada de Seul, em 1988. E de desconhecidos, como espanhóis que fingiram ter deficiência mental para competir com vantagem nos jogos de basquete da paraolimpíada de Sydney, em 2000.
Focados no pódio, eles trapacearam.
E isso não é tão incomum. Como diz a teoria, o esporte ajuda a moldar o caráter de uma pessoa. Mas, como diz a prática, pode ser para pior.
No dia -a -dia, atletas priorizam tanto o esporte que acabam menosprezando o que está fora dele. São até incentivados nisso.
Em Israel, 75% dos estudantes que praticam esporte no colégio são autorizados pelos pais a perder provas por causa de um jogo (entre pais de jovens músicos.a parcela é de 47%). E 66% dos atletas de colégio são liberados de entregar trabalhos na data marcada, de acordo com estudo da Universidade de Haifa.
Ainda que bem intencionada, a exceção ajuda a formar a idéia de que vale tudo por um bom resultado. E de que o esporte merece atenção total.
É por isso que colar em provas é mais  comum entre atletas (65% colam) do que não atletas, como concluiu o Instituto Josephson de Ética, Ong dos EUA que entrevistou 5 300 estudantes americanos em 2007.
( fonte : Revista Super Interessante, edição nº 271)
- leia também, um post interessante no blog  http://catoliconews.blogspot.com/2009/05/corrida-maluca.html

2 comentários:

  1. "O importante não é vencer, mas participar. "

    Acho isso uma balela...rs...Bom mesmo é vencer...Isso é o real!

    Beijos e bom fds!

    ResponderExcluir
  2. Querido, sempre discuto quando falam sobre como o esporte "transforma". Ora, se fosse assim os q se tornaram milhionários através do esporte não seriam quem são. Sem educação o esporte não muda, nem transforma.
    Bjs, bom domingo e ótima nova semana.

    ResponderExcluir

O importante é o que você acha :