sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

O encontro de dois oceanos

Mowlana_Jalaladdun_Rumi

Claúdio Fragata Lopes

Jatalud-Din Rumi, também conhecido como Maulana, foi um dos maiores poetas místicos de toda a tradição persa e árabe.

Além de legar milhares de poemas, ele inspirou a ordem mística Mevlevi, integrada pelos Dervixes Girantes, cuja dança rodopiante e hipnótica é  baseada no movimento dos planetas em torno do Sol.

Seguindo os passos do pai, o mestre espiritual Baha'ud-Din Walad, Rumi tornou-se um grande mestre, seguido por centenas de discípulos.

Aos 37 anos, um acontecimento fez com que sua vida ganhasse, uma outra dimensão: o destino colocou-o diante de Shams de Tabriz , um sábio como ele, com quem manterá um dos mais profundos relacionamentos místico-amorosos de que se tem notícia.

Os dois isolaram-se num retiro de 40 dias, no mais rigoroso jejum, permanecendo, desde então, espiritualmente irmanados. A comunhão estabelecida fugia do padrão mestre-discípulo, pois ambos eram sábios, ficando conhecida na tradição islâmica como o "encontro de dois oceanos".

Rumi abandonou seus discípulos, ocupando-se em dialogar apenas com o "amigo perfeito", com quem passou a dividir sua casa.

Rumi encontrou Shams de Tabriz em 1244 e permaneceram juntos até 1247, quando Shams desapareceu. Há versões de que tenha sido assassinado por discípulos de Rumi, ciumentos da ascendência que ele exercia sobre seu mestre. Foi para Shams que o poeta dedicou a maior parte de seus versos, e o fez movido pela dor da separação.

Então Rumi desenvolveu o "sama", dança que leva ao êxtase, onde o dançarino gira em torno de si , e , ao mesmo tempo, em volta de um centro imáginario, imitando o movimento de rotação e translação dos planetas em torno do Sol.

Foi assim, em transe místico induzido pela dança rodopiante, que ele compôs os mais de 5 mil poemas do "Divan de Shams de Tabriz".

Saiba mais em  http://projetophronesis.wordpress.com/2009/04/11/o-encontro-de-dois-oceanos-jalal-ud-din-rumi-e-shams-de-tabriz.  

Conheça alguns dos belos poemas de Rumi em
http://parandham.spaces.live.com/blog/cns!81C56BB75BE14F09!251.entry e em http://rosacruzes.blogspot.com/2010/08/jalal-ud-din-rumi.html

(Fonte:  Claúdio Fragata Lopes, Quando Dois Oceanos Se Encontram, Revista Globo Ciência nº 70 )  

Um comentário:

O importante é o que você acha :