quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

FORAM DEZ ANOS COM UM AMIGO

Nathalia Picholari

images
Lembro do dia em que o conheci. Tinha acabado de completar oito anos e estava ansiosa para assistir ao falado Harry Potter e a Pedra Filosofal com minha mãe. Estávamos no shopping e decidimos passar na livraria antes da sessão começar. Foi quando nos deparamos com uma estante de Harry Potter e... Harry Potter e...

Achei muito estranho, não era apenas um filme!? Por que tantos livros daquele menino!? A partir daquele dia, entrei no mundo de Harry, Ron e Mione. Primeiro me apaixonando pelo filme, depois buscava os detalhes que só os livros dariam. Foram dez anos acompanhando a vida de um amigo, esperando que suas histórias, obviamente enviadas por corujas, chegassem. E para piorar tenho a estranha mania de sempre pensar no começo quando chega o final de alguma coisa. Com Harry não foi diferente.

O primeiro livro que ganhei foi Harry Potter e a Ordem da Fênix - me assustei com o tamanho (702 págs.) e o deixei de lado. Alguns meses depois, ganhei o terceiro da coleção, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Foi quando não larguei mais meu amigo. Confesso não ter sido uma leitora cronológica. Comecei lendo a série do meio, fui até o final e voltei aos dois primeiros livros. Porém era fascinada por cada palavra contida em tais páginas e não conseguia parar de ler. Recordo que ficava até as 3h da manhã lendo e tentando desvendar como a autora podia ter pensado em tudo, cada pequeno detalhe do começo tem alguma ligação com o final! Tudo fazia parte de um todo!

The-Trio-harry-potter-213640_1024_768 Com os filmes foi diferente. Já que eram lançados quase que anualmente, me via crescendo com os três bruxos! Queria ser nerd como Hermione, corajosa como Harry e ter uma família engraçada e grande como a de Rony. Almejava fazer parte da Armada Dumbledore e poder ajudá-los lançando feitiços e combatendo os seguidores de Voldemort. Porém a maior mágica que Harry me ensinou foi que o amor é o bem mais precioso que podemos querer em nossas vidas. Ele pode vir de qualquer lugar, da família, dos amigos, da família dos amigos. Não importa o quanto perdidos estivermos, sempre haverá alguém que nos ame e nos encontrará.

Agora tudo isso chegou ao fim. Quando li o último livro me senti consolada, pois tinha mais dois livros da série para ler (como disse, ordem não foi meu forte...) e três filmes que ainda seriam lançados. Só que agora me sinto órfã daquilo que fizera parte dos dez últimos anos de minha vida (como tenho 17, é um considerável tempo...).

Mal posso esperar o momento de entrar no cinema e o filme começar, porém, ao mesmo tempo, não quero que tudo acabe! É estranho, parece que os conheço de verdade e agora estão indo para uma viagem sem volta, onde não terão meios de se comunicar comigo! Terei, então, de me contentar em rever cada filme, reler cada livro e imaginar que estarão bem nesse lugar perdido... Obrigada Harry, Rony e Hermione e façam uma boa viagem.

( Nathalia Picholari,17 anos,é estudante e pottermaníaca."Foram Dez Anos com um amigo",jornal O Estado de São Paulo,10 de julho de 2011)

Saiba mais em http://pt.wikipedia.org/wiki/Harry_Potter_(série)

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

SARTRE

 

 

305043_370664173012928_657656066_n

Jean-Paul Charles Aymard Sartre (Paris, 21 de Junhode 1905 — Paris, 15 de Abril de 1980) foi um filósofo,escritor e crítico francês, conhecido como representante do existencialismo. Acreditava que os intelectuais têm de desempenhar um papel ativo na sociedade. Era um artista militante, e apoiou causas políticas de esquerda com a sua vida e a sua obra.

Saiba mais em http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Paul_Sartre

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

MEMÓRIAS DE UM SEDUTOR

431px-Casanova_ritratto

Giacomo Girolamo Casanova foi um jogador,vigarista,
diplomata,advogado,
soldado,alquimista,
violonista,viajante,caçador de prazeres e sedutor serial.Foi também um prolífico autor que documentou suas aventuras e casos de amor num tórrido livro de memórias que é um dos tesouros literários do século 18.

Nascido em Veneza,adotou a França como país natal,mas foi obrigado a deixar Paris em 1760 depois de ter seduzido as mulheres e filhas de importantes súditos deo rei Luís XV,roubando deles uma soma considerável.
Ele escreveu suas memórias nos últimos anos de vida. Aos 73 anos,poucos antes de morrer na Boêmia em 1798, Casanova incumbiu o sobrinho de cuidar de seus papéis,vendidos em 1821.

Uma versão completa foi publicada pela primeira vez em francês em 1960,e em 2007 uma comissão francesa declarou os manuscritos um "tesouro nacional" que tinha que ser comprado.Três anos depois foi adquirido pela Biblioteca Nacional francesa.

Ele escreveu que sua primeira relação sexual foi aos 11 anos e afirmava ter seduzido 122 mulheres ao longo da vida,incluindo uma freira. O livro de memórias é extraordinário pela detalhada descrição da vida cultural e social da Europa do fim do século 18,incluindo as experiências sexuais do próprio Casanova,seus duelos,visitas às cortes,perseguições de carruagem,fugas da guarda e tramóias.

Ao longo dessa trajetória ele cita o nome de seus conhecidos,entre eles Jean-Jacques Rousseau.

(Elaine Sciolino,"Casanova,memórias de um sedutor",tradução de Augusto Calil,jornal "O Estado de São Paulo",4 de dezembro de 2011)

Saiba mais em
http://guiadoestudante.abril.com.br/estudar/historia/casanova-cara-catava-todas-433480.shtml

sábado, 16 de fevereiro de 2013

ATEUS

Thais Sant’Ana.

O país com mais ateus no mundo é a Suécia,segundo a suecia 1 pesquisa "Ateísmo: Taxas e Padrões Contemporâneos", do sociólogo norte-americano Phil Zuckerman.

Segundo ele, os suecos aprendem sobre cada uma das religiões na escola e são livres para escolher seguir ou não uma delas.

E isso se repete na maioria dos países com alto índice de ateísmo. Vale lembrar que o estudo engloba ateus, agnósticos e não-crentes em Deus e o ranking é baseado na porcentagem populacional de cada país.

A9CB128A3BB76ADE2646BE457FA8D Depois da Suécia,com 85% de ateus,vem o Vietnã,com 81% - O budismo e o taoísmo, religiões comuns por lá, são vistos como uma tradição, e não crença .Logo depois vem a Dinamarca (80%),Noruega (72%),Japão (65%),República Tcheca(61%),Finlândia(60%),França (54%) e Coreia do Sul,com 52%.

Já entre os países cuja maioria da população tem alguma crença,estão a    Itália: 90% ,Filipinas: 80% ,México: 76% e Brasil: 73% ,entre outros.

Entre alguns ateus famosos estão ,Gene Roddenberry (Criador de "Jornadas nas Estrelas");Nietzsche (Filósofo);Steve Jobs (Co-fundador da Apple, Next e do Estúdio Pixar);Alfred Hitchcock (Diretor de cinema);Angelina Jolie (Atriz);Arnaldo Jabor (Jornalista, diretor e escritor).

Confira outros ateus famosos em http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_n%C3%A3o_te%C3%ADstas

Fontes: Pesquisas de Phil Zuckerman (2007), Richard Lynn (2008) e Elaine Howard Ecklund (2010), ONU, adherents.com, American ReligiousIdentification Survey, The Pew Research Center, Gallup Poll, The New York Times, Good, Nature, Live Science e Discovery Magazine e artigo de Thais Sant’Ana.

Enviado por Mariza Lenir

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Alerta afixado na porta de espaço terapêutico

A enfermidade é um conflito entre a personalidade e a alma. 

3-dor-no-pescoco-mundo-corporativo O resfriado escorre quando o corpo não chora.
A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.
O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.

O diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda quando a insatisfação aperta.
A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam.
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.4k73fvrilhfoee1ggog97qur0

A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.
O peito aperta quando o orgulho escraviza.
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As neuroses paralisam quando a “criança interna” tiraniza.

A febre esquenta quando as defesas detonam as eft2m33nxoqfd6l0vdxa5d7qo fronteiras da imunidade.
Os joelhos doem quando o orgulho não se dobra.
O câncer mata quando não se perdoa e/ou cansa de viver.

E as dores caladas? Como falam em nosso corpo?

A enfermidade não é má, ela avisa quando erramos a direção.O caminho para a felicidade não é reto, existem curvas chamadas Equívocos.

E existem semáforos chamados Amigos, luzes de precaução chamadas Família, e ajudará muito ter no caminho uma peça de reposição chamada Decisão, um potente motor chamado Amor, um bom seguro chamado FÉ, abundante combustível chamado Paciência.

Mas principalmente um maravilhoso Condutor chamado DEUS, ou como O queiram chamar. ( Autor Desconhecido)

Enviado por Marisa Lenir