quinta-feira, 13 de março de 2014

MIX

SARAMAGO


"cegueira também é isto, viver num mundo onde se tenha acabado a esperança "(José Saramago)

José de Sousa Saramago foi um escritor, argumentista, teatrólogo, ensaísta, jornalista, dramaturgo, contista, romancista e poeta português.

Ganhou o Nobel de Literatura de 1998 e em 1995, o Prémio Camões, o mais importante prémio literário da língua portuguesa. 

O seu livro Ensaio sobre a Cegueira foi adaptado para o cinema e lançado em 2008, produzido no Japão, Brasil, Uruguai e Canadá, dirigido por Fernando Meirelles (realizador de O Fiel Jardineiro e Cidade de Deus).

Saramago, conhecido pelo seu ateísmo e iberismo, foi membro do Partido Comunista Português e foi director-adjunto do Diário de Notícias e um dos fundadores da Frente Nacional para a Defesa da Cultura (FNDC). (http://pt.wikipedia.org)



PALAVRAS CRUZADAS 


Elas nasceram da cabeça e do vocabulário de uma só pessoa: Arthur Wynne, inglês que trabalhou como editor do jornal New York World. Em 1913, ele publicou a primeira 
cruzadinha. Os leitores pediram mais. 

A coisa se espalhou pelo mundo, sempre com um tom sisudo. As respostas eram baseadas em termos que só existiam no dicionário. Até gente como Will Shortz entrar na jogada. 

Shortz é o editor de cruzadas do New York Times. E a maior celebridade da área. Assumiu o cargo em 1993, no lugar de um professor de latim. A formação de Shortz era diferente - enigmatologia, estudo das palavras cruzadas, charadas e quebra-cabeças. Detalhe: ele é o único no mundo com essa formação. 

O próprio Shortz criou o curso na Universidade de Indiana, pedindo aulas a professores de disciplinas como inglês, matemática e lógica. No jornal americano resolveu dar uma 
cara mais popular às cruzadas. Os jogos incorporaram termos coloquiais, marcas e trocadilhos.

 "Foi uma revolução 
mundial", diz Sérgio Ximenes, autor e pesquisador de 
cruzadinhas.   (Alexandre Carvalho dos Santos, "O Mundo Das Palavras  Cruzadas", revista Super Interessante, edição 279)

-

CINEMA E LITERATURA 
- primórdios -



As primeiras filmagens feitas no Brasil datam de 1898, mas só no século XX, os escritores aparecem como participantes diretos. José do Patrocínio Filho foi o argumentista de 
"Paz e Amor", película muda de 1910,que causou espécie porque os artistas,colocados por trás da tela, falavam e cantavam em sincronia com as imagens. 

Naquele ano, como no anterior, mais de cem curtas metragens foram rodadas . Coelho Neto dirigiu cenas de "Os Mistérios do Rio de Janeiro" e Olavo Bilac, um famoso beijo na 
bandeira nacional em "Pátria Brasileira", façanhas de 1917.

O aparecimento do cinema falado coincide com a ampliação do monopólio americano sobre o mercado distribuidor e casas de exibição, exigindo altas porcentagens sobre os lucros. O Brasil estava se tornando o que logo veio a ser : um dos maiores mercados mundiais do filme americano. ( Jo el Pontes, Dicionário de Literatura, 1º Volume ) 
______

saiba mais sobre os assuntos desse post :  

-  Palavras cruzadas - 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Palavras_cruzadas

- Confira um divertido artigo sobre José do Patrocínio Filho em http://veja.abril.com.br/270199/p_158.html. 

- Junção cinema e literatura brasileiras  : 

http://redeparede.com.br/recife/a-venda/cds-dvds-vhs/posts/adaptacoes-literarias-para-cinema-e-tv-filme-literatura-brasileira-372108  

- Junção cinema e literatura  

http://www.gazetadopovo.com.br/cadernog/conteudo.phtml?tl=1&id=742645&tit=Uma-pequena-antologia

- José Saramago - http://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Saramago)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O importante é o que você acha :