quinta-feira, 10 de abril de 2014

DEZESSETE REFLEXÕES SOBRE O AMOR

Colaboração do amigo Gabriel
gabrielnarcisosantos@bol.com.br

474674973

1- Há mais de 150 anos, Schopenhauer dizia : " O amor é apenas uma ilusão que nosso organismo cria para que possamos dar continuidade à espécie". Arthur Schopenhauer (Danzig, 22 de fevereiro de 1788 — Frankfurt, 21 de setembro de 1860) foi um filósofo alemão do século XIX.

2 - Seu pensamento sobre o amor é caracterizado por não se encaixar em nenhum dos grandes sistemas de sua época.  Schopenhauer acreditava no amor como meta na vida, mas não acreditava que ele tinha a ver com a felicidade.

3 - O site "Você Sabia" ? diz que um em cada dez homens, prefere ter um iPad a uma namorada. Confira em http://www.vocesabia.net/comportamento/trocaria-seu-amor-por-um-ipad/

4 - TATI BERNARDI : "Apaixone-se por alguém que te curte, que te espere, que te compreenda mesmo na loucura; por alguém que te ajude, que te guie, que seja teu apoio, tua esperança. Apaixone-se por alguém que volte para conversar com você depois de uma briga, depois do desencontro, por alguém que caminhe junto a ti, que seja teu companheiro. Apaixone-se por alguém que sente sua falta e que queira estar com você. Não apaixone-se apenas por um corpo ou por um rosto; ou pela ideia de estar apaixonado.”

5-  O ser humano é dotado de seis diferentes estilos de amar, defendem psicólogos sociais. Altruísta, romântico, lúdico, pragmático, possessivo e cooperativo são as formas do amor definidas pelos especialistas.

170408607

6 - A forma como se ama depende de vários fatores, como personalidade, cultura e educação, mas geralmente os indivíduos combinam dois ou três estilos, embora um tenda a predominar. A esta conclusão já tinha chegado um estudo em 1970, mas a premissa ainda é válida, garante Nelson Lima, coordenador nacional do Instituto de Inteligência.

7 - A rainha do Egito Cleópatra (69-30 a.C.) era considerada uma especialista na arte do amor. Aprendeu vários segredos do erotismo com cortesãs de um bordel que ela frequentava em Alexandria. Chegou a erguer um templo para receber uma grande legião de amantes. Dizia-se que ela chegou a fazer sexo oral em 100 homens numa única noite.  http://www.essencialsites.com.br/CURIOSIDADES.htm

8 - Em 68% dos relacionamentos sérios (e 53% dos passageiros), as pessoas são apresentadas por um conhecido. Cerca de 60% dos romances surgem em ambientes semiprivados, como escola, trabalho ou uma festa – lugares onde a afinidade entre as pessoas é naturalmente maior. Só 10% dos romances se originam em bares e baladas.

9- A expressão “dor-de-cotovelo”, muito usada para se referir a alguém que sofreu uma decepção amorosa tem sua origem na figura de uma pessoa sentada em um bar e com os cotovelos em cima do balcão, enquanto toma uma bebida e lamenta a má sorte no amor.  De tanto o apaixonado ficar com os cotovelos apoiados sobre balcão, os mesmo deveriam doer. Esta é a idéia por trás desta expressão.

135985291

10- Segundo dados do último Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 40% dos casais se divorciaram antes de completar dez anos de união. Os números indicam que casamentos duradouros não refletem mais os anseios dos novos casais.

11 - “Em épocas passadas, as coisas eram feitas para durar. Quando quebravam, dava-se um jeito de consertar. Nos dias de hoje, não funciona mais dessa forma. O mesmo acontece para os relacionamentos. Antes era até que a morte nos separe, já hoje há pouca tolerância em caso de conflito”, afirma Priscila Scripinic, coach de relacionamentos.

12 - O individualismo, presente nos dias de hoje, também é responsável pela perda de uma caracterísitica muito importante para manter a chama sempre acesa. “Falta comunicação nos casais modernos. Olho no olho, ouvir atentamente o que outro tem a dizer, tirar um tempo só para os dois. Na loucura do dia a dia, quantos casais hoje realmente fazem um esforço consciente para ter um momento a sós?”, questiona Priscila.

13 - Enamorar-se é redescobrir a si mesmo. ( Autor Desconhecido)

14 - "Não há diferença entre um sábio e um tolo quando estão apaixonados ", disse George Bernard Shaw . Shaw  foi um dramaturgo, romancista, contista, ensaísta e jornalista irlandês.  A comédia Pigmaleão é uma de suas  peças mais famosas . Vem sendo encenada com estrondoso sucesso desde 1912 e em 1964 foi adaptada para o cinema sob o título de My fair lady, sob direção de George Cukor, com Audrey Hepburn. No Brasil, foi levada aos palcos também na década de 60, estrelada por Paulo Autran e Bibi Ferreira.

15 - Os pinguins, assim como os elefantes, são muito fiéis e costumam passar o resto de suas vidas com os mesmos parceiros. Caso este morra, o outro fica sozinho. Quando o namoro começa, começa também uma corrida contra o tempo para ajeitar o ninho o mais rapidamente possível. Este ninho é construído pelo macho e pela fêmea, que se ajudam mutuamente. São 16 semanas à espera dos pinguinzinhos que resultarem deste relacionamento amoroso de respeito 135985289

16 - "O AMOR É QUÍMICA! ," diz  Líria Alves, ." Todos os sintomas relatados acima têm uma explicação científica: são causados por um fluxo de substâncias químicas fabricadas no corpo da pessoa apaixonada. Entre essas substâncias estão: adrenalina, noradrenalina, feniletilamina, dopamina, oxitocina, a serotonina e as endorfinas. "

17 -  "Amor não é uma vontade incontrolável de ficar com seu amante o tempo todo. O nome disso é serotonina. Amor não relaxa o corpo, cria laços e deixa os apaixonados felizes. O nome disso é ocitocina. É dopamina. Biológicamente, paixão é só um jato de hormônios e neurotransmissores disparado pelo cérebro. E o que viciam quase como droga - as áreas de prazer e recompensa ativadas são as mesmas. Mas uma hora cansa. Quando a festa hormonal no cérebro acaba, o amor chega ao fim " ( Por Carol Castro e Felipe Von Deursen, Revista Super Interessante )

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O importante é o que você acha :